Tabela de cores

Tabela de cores
O significado das cores rastafari...

domingo, 13 de junho de 2010

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Nove Princípios da Filosofia Rastafári




1.Temos fortes objecções em relação a alterações agudas da figura do ser humano, corte e escovamento [do cabelo], tatuagem da pele, cortes da carne.
2.Somos basicamente vegetarianos, dando uso escasso a certas peles animais, ainda assim proibindo o uso de carnes suínas de qualquer forma, peixes de concha, peixes sem escamas, caracóis, etc.
3.Adoramos e aceitamos mais nenhum Deus além de Rastafari, proibindo todas as outras formas de adoração pagã, apesar de as respeitarmos.
4.Amamos e respeitamos a irmandade da humanidade.
5.Desaprovamos e abolimos completamente o ódio, ciúmes, inveja, engano, fraude e traição, etc...
6.Não aprovamos os prazeres da sociedade moderna e os seus males correntes.
7.Temos a obrigação de criar uma nova ordem mundial de uma irmandade.
8.O nosso dever é expandir a mão da caridade a qualquer irmão/irmã que esteja em dificuldade, primeiramente aos que sejam Rastafarianos e só depois a qualquer humano, animal, planta, etc...
9.Somos aderentes das antigas leis da Etiópia.

Dieta Ital

Os Rastafáris procuram seguir uma dieta onde só podem comer aquilo que a terra oferece e de forma natural.
Ital significa puro, natural ou limpo.
Os Rastafáris não podem comer certos tipos de carne como a suína, peixes de concha, peixes sem escamas, caracóis, etc. Eles podem comer tudo aquilo que não vem em latas e não possuem conservantes, quando menos condimentos melhor.
As bebidas são de ervas como os chás, e eles consideram o leite, café e licor bebidas pouco saudáveis.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Reggae Music

O Rastafari sempre esteve unido fortemente à música reggae que foi um dos grandes divulgadores da cultura Rastá.
Os sons dos tambores e de outros objetos percussivos, diferentes entre si e combinados na "batida" do reggae, é um meio de conexão com a divindade, de acordo com o conhecimento ocultista, que considera o som como a primeira manifestação de Deus em sua criação de todas as coisas.
As letras do reggae music transmitem sentimentos paz, harmonia, amor e dignidade além de terem um poder tranquilizador.
O pai do reggae foi o famoso cantor, compositor e gutarrista jamaicano Bob Marley.
Bob era de fato um missionário rastá, responsável por levar o reggae da Jamaica para o mundo, suas canções pregavam irmandade e paz para a humanidade.

"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra."
Bob Marley

sábado, 29 de maio de 2010

Dreadlocks - Um dos símbolos da Cultura Rastafári



Os dreadlocks são um signo visual que associamos ao rastafarianismo, assim como as roupas coloridas a o grande símbolo do reggae, Bob Marley.


Ao contrário do que se pensa o uso do dread não nasceu com o movimento Rastafári. A utilização dos cabelos compridos enrolados tubos já eram utilizados por povos que habitavam a região da índia, há milênios pó “saddus”, homens santos praticantes de yoga e usuários da cannabis.




Para o rastafári, não cortar o cabelo é um tributo a Deus, eles acreditam que o crescimento natural dos cabelos é preceito bíblico contido no Levítico 21:5 - Sobre a Santidade Sacerdotal: "Os sacerdotes não rasparão a cabeça nem os lados de sua barba e não farão incisões em sua carne." . Outra inspiração é o herói bíblico Sansão, sua força está no cabelo e cortá-lo seria promover a própria fraqueza.
Os longos cabelos também são referência ao leão, animal símbolo de coragem, criados como animais de estimação por Salassie em seu palácio.
Fugir drasticamente dos padrões de beleza, talvez tenha sido para muitos usuários motivo de preconceito, por serem associados ao uso da cannabis, erva popularmente conhecida como maconha. Os adeptos deste estilo já tiveram muitos problemas para conseguir um espaço no mercado de trabalho, principalmente se forem atividades diretamente ligadas ao atendimento à clientes.

Entrevistando uma Rastafári

No dia 26/05, quarta-feira, entrevistamos Raphaela, jovem que aderiu ao rastafarianismo influenciada pelo música reggae e nos contou um pouco da sua adaptação a uma cultura diferente com filosofias de vida diferentes. A entrevista abaixo possui apenas 6 minutos, em breve postaremos o restante.

video

domingo, 23 de maio de 2010

O significado das cores


O verde, amarelo e vermelho são as cores da bandeira da Etiópia, onde aparecem com os mesmos significados para os rastafári.
As cores representam tanto valores matérias como os espirituais. O físico no verde representa à Terra-Mãe, a natureza, fauna, flora, exuberantes tanto na Jamaica quanto no Brasil, fonte de vida e prosperidade, aquela que é provedora de abrigo e alimento, já no campo espiritual representa a esperança
A cor vermelha, simboliza a triunfante igreja dos Rastafari, representando também o sangue derramado durante a escravidão. O preto, representa a cor dos africanos, dos quais descendem 98% dos Jamaicanos. Já a cor amarela representa a abundância de minérios presentes na Etiópia.
Além desse significados o amarelo e vermelho possuem outros significados como a paz, a Igreja como força social de união entre os povos, o poder como capacidade de realização das metas e de transformar sonhos em realidade e a fé, que mantém a persistência rumo a um objetivo.

Informações retiradas do site surforeggaee.ig.com.br.